domingo, dezembro 10, 2006

QUEM TEM MEDO DE TURISTAS?

Recentemente tenho recebido muitas mensagens (e-mail, orkut, fumaça...) me conclamando a participar de uma campanha de boicote ao filme “Turistas”, que deve ter sua estréia por esses dias lá pelos lados ianques. Na película, um grupo de inocentes e belos turistas vêm ao Brasil tropical e exótico para merecidas férias quando são surpreendidos por facínoras-criminosos-felas-da-pata que apoiados numa boa dose de entorpecentes, seqüestra os incautos para roubar-lhes os órgãos, cujo mercado é, no mínimo, promissor. (informações lidas em jornais e nas próprias mensagens enviadas.)
Munidos de um inexplicável (ou pelo menos surpreendente) senso patriótico, algumas pessoas decidiram que esse filme seria extremamente negativo para a imagem do nosso país (!), daí o boicote.
Mas vamos ao que interessa: esse tipo de trabalho, classificado por mim como caça-níqueis-americano-da-pior-qualidade, muito freqüente em nossas salas de exibição, sobretudo nos gêneros comédia e terror, já tem o meu boicote natural e não merece sequer a minha atenção. Não gastaria um centavos com ele, sobretudo para assisti-lo no Moviecom. Quanto às justificativas para o boicote, lembro que li num jornal a fala do produtor brasileiro do filme – extremamente auri-verde com o próprio bolso! – “Mudem a imagem do país que mudam as opiniões sobre ele!”. Eu posso tirar a razão de uma pessoa dessas? Os produtores afirmam ainda que nenhuma produção americana similar situada no próprio berço teve qualquer repercussão negativa para o potencial turístico do país. Aliás, 70% dos filmes americanos tem esse quê de Teoria da Conspiração e vendendo uma falsa mea culpa, querem nos fazer crer na bondade dos seus corações; o restante são heróis da virtude lutando contra criaturas que possuem o recessivo gene da maldade ativo no corpo, ensinando a nós, pobres mortais, como tornar esse mundo melhor através da milenar técnica das estalactitites de gelo no olho. Claro que há muitos filmes bons e contestadores, mas o Michael Moore não os dirigiu! Pois bem. Só pra citar um caso recente, o acidente com o boing da Gol. O governo americano tentou de um tudo para livrar a cara dos seus patrícios, pilotos do Legacy (o pequeno avião que se chocou contra o vôo 1907). O governo brasileiro bateu pé até a corda não ter mais o que esticar; daí, foi só o choro das vítimas não interessar mais à imprensa para todos os aeroportos do Brasil virarem uma sucursal do inferno, jogando por terra toda a competência do nosso sistema aeronáutico. Se um estúdio americano fizesse um filme onde uma linda criança loira com uma doença rara e mortal sofresse mais que peru às vésperas do dia de Ação de Graças por causa de um vôo que deveria levá-la do nosso ensolarado rincão para um lugar onde ela pudesse ser salva (o que aconteceria miraculosamente nos minutos finais da história ao som de uma música do John Willians), haveria uma nova campanha de restabelecimento da nossa moral? Ou será que esse tumulto todo é porque um gringo otário é que está dizendo todas essas coisas? Ninguém falou nada do premiado, aclamado e desesperançado Anjos do Sol e a sua cruel realidade de tráfico e prostituição infantil por esse meu Brasil varonil, que tanto sustenta o potencial turístico de nossas praias e carnaval!
Boicotem o filme do Rudi Lagemann, também, oras! E Cidade de Deus e suas histórias de tráfico de drogas, assassinatos e corrupção policial. Boicotem tantos Jogos Mortais quantos aparecerem e todos os seu congêneres pela simples razão de que fazem mal ao estômago e aos neurônios. Boicotem cada historieta açucarada em que sequer a Morte pode separar dois corações apaixonados. Boicotem os maniqueistas filmes da Disney e todos os estúdios que desde os lucros da Paixão de Cristo do Mel Gibson inauguraram segmentos dedicados a filmes família de religiosidade, moral e justiça. Boicotem O Código Da Vinci porque ainda existem pessoas que não conhecem Jesus o bastante para saber que aquilo é só uma muito bem urdida ficção para instigar nossa curiosidade e vender muitos livros, ingressos, DVDs (no que o Dan Brown está certíssimo!). Boicotem os telejornais e a imprensa local que insistem em direcionar nosso olhar de expectadores.
Ou, o que é minha opinião, não boicotem ninguém. Desenvolvamos senso crítico, eduquemo-nos e eduquemos nossos tutelados para que saibamos diferenciar o que é justo do que não nos cabe. Vamos ler muito, pesquisar, formar grupos de discussão filosófica nas instituições de ensino desde o interior do Acre até os avançados centros tecnológicos do sul e sudeste do Brasil.
Educação, consciência e discernimento: a trindade que vai manter no passado as fogueiras da Inquisição e os ordálios do Santo Ofício.

3 comentários:

Russel disse...

Cheio de bravatas né Hud?
Tu mandaste este escrito pras comunidades/pessoas que convidaram ao boicote?

Yúdice Randol disse...

Assino embaixo da manifestação. Também não verei "Turistas" estritamente por ser, com certeza, um filme estúpido. De resto, pode-se fazer cinema sobre qualquer coisa e, lembrando que se trata de entretenimento, só vê quem quiser.
Alguém me diga: o turismo em Paris foi abalado por causa de "Irreversível" e sua insuportável e longa cena de violência sexual?

Luciane Fiuza de Mello disse...

Olá, Hudson.
Como te falei em outro comentário, descobri teu espaço virtual através do blog do teu irmão. Adorei o que li por aqui, parabéns. Coloquei a programação a programação do "Auto" no meu blog, mas não imginava que tb eras blogueiro, até reparar o teu link no "Árbitro do Yúdice". Estou me programando para ver o trabalho, acho que vou aqui na ETDUFPA q é bem perto de casa.
Bom, pelo que li dos teus escritos, és a peça que falta para fechar com chave de ouro nossas "10 virtudes". Se ainda não sabes, nós (blogueiros) estamos escrevendo uma espécie de tratado com 10 virtudes desejáveis para o governo do PT no Estado. A idéia surgiu depois do prof. Fábio Castro, do Departamento de Comunicação da UFPA escrever sobre os "10 pecados da política cultural do PSDB no Estado", uma análise crítica deste período. Mandarei posteriormente os pecados e as virtudes para a futura governadora, pois acredito que quanto mais a sociedade participar, mais o governo corresponderá às nossas expectativas.
O tema da virtude fica a critério de cada blogueiro. Foi sugerido o tema "Democratização de Recursos", que acho interesante e ainda não foi trabalhado. Caso tu aceites participar, tens até o final do mês para entregar o texto. Se quiser pode chamar mais pessoas para colaboraem com vocês. Quanto mais idéias melhor.
Um grande abraço e aguardo a resposta. Pode ser como recado no meu blog ou tu podes mandar por e-mail: lucianefiuza@gmail.com
Abs!
Lu.
Obs: já recebi 3 e-mails de boicote ao "Turistas". Não assistirei pela mesma razão do Yúdice.